Info sobre A Batalha #276

Viva!

O mais recente número do jornal (#276) saiu no passado mês de Dezembro e podem encontrá-lo à venda nas seguintes livrarias:

- Lisboa: Letra Livre, Tortuga, Zaratan, RDA69, Tigre de Papel, Linha de Sombra, quiosques no Largo do Rato, na Rua Alexandre Herculano (junto ao Hotel Marquês) e na Rua Camilo Castelo Branco (junto ao edifício da EDP)
- Porto: Gato Vadio
- Setúbal: Uni Verso
- Parede: SMUP
- Évora: Fonte de Letras
- Tavira: Beterraba

Índice:
p. 2: "Choques assimétricos", por Júlio Palma; "Mãe", por Francisco Cardo; "Killing & Dana em Lisboa"
p. 3: "Manuel Vieira (1943-2017)", por Joaquim Andrade e António Cândido Franco
p. 4: "Radicalidade do instante", por Pimprinelle
p. 5: "Os anarquistas e a esquerda", por M. Ricardo de Sousa
p. 6: "Perplexidades intempestivas", por Tomás Ibañez
p. 7: "Carta a Tomás Ibañez", por Miguel Amorós; "É a liberdade que amo", por Carlos D'Abreu
pp. 8-10: "Para uma liberdade inominável", entrevista a João Santiago
p. 10: "O colonialismo na Etiópia", por J. Augusto
p. 11: "A um caçador", por António Gonçalves Correia, coligido por Francisca Bicho
pp. 12-13: "Os cangaceiros", por Mário Rui Pinto
pp. 14-15: "A ontologia do tropical-industrial", por Ron Gallipoli
p. 16: "Notas finais", por P. M.; "CAPAM", por Marcos Farrajota

O próximo número sairá em Fevereiro e será duplo, suprimindo o atraso com que nos temos deparado nos últimos tempos. Por isso, será um número excepcional com o dobro de páginas.

Façam esta mensagem chegar a possíveis interessados em assinar o jornal ou informem-nos de pontos de venda que eventualmente queiram receber A Batalha.

Saudações libertárias,

CEL (Centro de Estudos Libertários) / Jornal 'A Batalha'

Comentários

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas