Polícias acusados de agredirem jovens da Cova da Moura não vão ser suspensos

O Tribunal da Relação de Lisboa (TRL) rejeitou o pedido do Ministério Público para que os 17 polícias acusados de agressões a jovens da Cova da Moura, Amadora, fossem suspensos de funções.

Segundo o acórdão, a que agência Lusa teve acesso esta sexta-feira, o TRL decidiu manter a medida de coação de Termo de Identidade e Residência (TIR) aos 17 agentes da PSP, recusando suspendê-los de funções conforme solicitava o Ministério Público (MP) no recurso.

O MP já tinha pedido a suspensão de funções ao Tribunal de Sintra, que em setembro também recusou a alteração das medidas de coação aos polícias acusados de denúncia caluniosa, injúria, ofensa à integridade física e falsidade de testemunho, num caso que remonta a 05 de fevereiro de 2015 e que envolveu agressões a jovens da Cova da Moura na esquadra de Alfragide, concelho da Amadora.

No recurso para o TRL, o MP justificou o pedido de suspensão de funções alegando que "a grave violação dos deveres inerentes à função policial desempenhada pelos arguidos suscita não só um forte perigo de continuação da atividade criminosa, como ainda um sentimento de profunda insegurança".

O TRL negou o pedido do MP por considerar que "não ficou demonstrada a existência de qualquer agravamento do perigo de continuação da atividade criminosa em relação ao momento em que os arguidos prestaram TIR".

Para o Tribunal da Relação de Lisboa, "o sentimento de intranquilidade que pode decorrer do facto de os arguidos se encontrarem em exercício de funções também não é diferente do que existia quando aos arguidos foi aplicado o TIR".

retirado de https://www.jn.pt/

Comentários

ACAB

O MP acaba por ser razoável. Estes criminosos são livres de andar armados junto das vitimas. que juizes são estes, que nem o estado defendem , quem os compra e a que preço.

sem liberdade não há justiça sem justiça não há paz.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.

Submeter um novo comentário

O conteúdo deste campo é privado e não irá ser exibido publicamente.
CAPTCHA
Esta pergunta serve para confirmar se és uma pessoa ou não e para prevenir publicaçãos automatizadas