Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!

Dossier relacionado: 

Entre 50 000 a 100 000 pessoas manifestaram-se em Lisboa a 15 de Outubro, integradas na manifestação global contra o capitalismo global. Mais do que palavras aqui ficam as imagens. A certeza , também, de que este povo está a perder o medo.
Da indignação passou-se à perda da indignidade!
Em frente!!!

Galeria
Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!Lisboa: Um povo sem medo, eis o segredo!

Comentários

Exigência de uma greve geral

Aprovadas as seguintes exigências, no final da manifestação, em frente ao Parlamento.
1. Greve geral.
2. Recusa do pagamento da "dívida". Auditoria às contas públicas no sentido da responsabilização e recusa do pagamento da "dívida" ao FMI.
3. Responsabilização de não parar a luta. Radicalização da luta.
4. Marcação de outra manifestação para o final de Outubro, em data a confirmar.

Desde o início da chegada ao Parlamento que centenas de pessoas tinham derrubado as barreiras e ocupado as escadarias de S.Bento, tendo a polícia de intervenção e os muitos infiltrados/polícias à paisana, optado por não intervirem. Pudera! éramos centenas, milhares...
No final da concentração foram presos dois jovens, um homem e uma mulher, já libertos, depois de identificados, por se terem recusado a desocupar as escadas do Parlamento.

Opções de visualização dos comentários

Seleccione a sua forma preferida de visualização de comentários e clique "Guardar configuração" para activar as suas alterações.